SUSTAINABILITY PRACTICES AND RESULTS

IMG_0025

There are numerous measures that we can take to improve the sustainability of the business. These measures, called sustainability practices, are quite common in the tourism sector, especially in hotels. Here are some examples:

  • communication and engagement:

a) raising guest awareness through the website, reservation system, check-in, accommodation facilities, social areas, verbal information, displays, signs, brochures or guides;

b) conducting education activities with the local community through site visits, lectures, competitions, practices promotion in the local media (e.g. newspapers, radio);

c) training employees through, for example, meetings, workshops, courses, lectures, seminars, conferences, volunteer programmes;

  • social and economic development of destinations

a) solidarity economy actions;

b) used products and equipment donations for the community;

c) giving preference to and developing local suppliers.

  • solid waste reduction

a) preferential bulk purchasing, when compatible with the organization’s operations and environmental conditions, taking into account safety, quality and economic aspects;

d) separation, selective waste collection and proper disposal;

c) secondary waste separation, having temporary storage containers for waste;

d) reuse of organic waste, for example as an production input for local communities;

e) contractual agreements with suppliers to collect unused products and packaging (reverse logistics).

  • energy efficiency

a) use of renewable energy sources such as solar and wind;

b) optimizing the use of natural lighting;

c) use of heating or cooling equipment and devices with maximized energy efficiency;

  • management of water usage

a) use of water-saving devices (e.g. taps and valves to reduce water consumption in bathrooms, toilets, showers and flushing systems);

b) periodic inspections to identify leaks;

c) towel- and linen-reuse programmes;

d) rainwater harvesting;

  • interaction with the native population

a) informing guests about the peculiarities that relate to native populations;

b) returning or compensating native populations for the benefits earned from the use of resources, traditions and cultural knowledge;

c) supporting actions to improve the living conditions of native populations, according to their priorities;

d) promoting respect for the culture and privacy of native populations, avoiding the violation of privacy, destruction of archaeological or historical sites, disrespect for sacred rituals and places, or the imposition of festivals and rituals outside the traditional calendar;

  • information to be provided to the guests

a) basic local historical, cultural and ecological information on environmental protection actions developed in the region;

b) information on the various protected natural areas and other natural attractions of interest in the region;

c) information about the consumption of local products, including emphasizing the cuisine of the area;

d) safety and security measures and procedures for guests;

e) information on how to behave in local communities and about the responsibilities to be followed in the places visited;

Looking at these examples of sustainability practices, you could ask: How many practices do I need to implement in my business? Which practices would be most suitable for my business? What kind of results that I will be obtained?

Also, as sustainability practices implies investments in the business, it is important to evaluate the expected results. Some sustainability practices that require little investment and others that require significant resources. Thus, it is always healthy to choose practices that are within the viability of the business and that will produce the desired results.

For that, it is important to establish objectives for each of the aspects of sustainability, such as: reducing water consumption in the Hotel by 5%. Thus, it will be easier to monitor the results and assess whether the practicability of the practices implemented.

Within this logic, you can measure the current situation (for example: current water consumption), select and implement practices to reduce water consumption and, finally, measure the new consumption situation, to then assess whether the objective was fulfilled. It is recommended to establish a process to evaluate the results obtained, using indicators (example: liters of water / guest / night).

Finally, adopting and implementing sustainability practices is always important, as well as managing a business seeking to be increasingly sustainable. But to assure that the business is being more sustainable, it will be necessary to assess whether there are concrete results in minimizing negative impacts or in increasing positive impacts of sustainability. See also:What is a sustainable hotel?

PARA QUE SERVEM AS PRÁTICAS DE SUSTENTABILIDADE?

IMG_0025

Existem inúmeras medidas que podemos tomar para melhorar a sustentabilidade do negócio. Estas medidas, chamadas de práticas de sustentabilidade, são bastante comuns no setor do turismo, principalmente na hotelaria de todos os portes e tipos. Seguem alguns exemplos:

  • comunicação e engajamento
  1. sensibilizar o cliente no site, sistema de reserva, check in, na unidade habitacional, em áreas sociais, por meio de informações verbais, display, placa, folder ou manual;
  2. realizar ações de educação com a comunidade local, como visita às instalações do meio de hospedagem, palestras, concursos, divulgação das práticas adotadas nos meios de comunicação locais (jornais, rádio etc.);
  3. capacitar os colaboradores por meio de reuniões, oficinas, cursos, palestras, seminários, congressos, programas de voluntariado, entre outros;
  • desenvolvimento social e econômico dos destinos
  1. ações voltadas à economia solidária
  2. doações de produtos e equipamentos obsoletos para a comunidade
  3. dar preferência e desenvolver fornecedores locais
  • resíduos sólidos
  1. aquisição preferencial de produtos em embalagens para grandes quantidades, quando compatível com as operações da organização e das condições ambientais, levando em consideração aspectos de segurança, de qualidade e econômicos;
  2. separação, coleta seletiva e destinação adequada;
  3. reutilização dos resíduos orgânicos, inclusive como insumo de produção para as comunidades locais;
  4. acordos contratuais com fornecedores para a coleta de embalagens (logística reversa) e produtos não utilizados.
  • eficiência energética
  1. uso de fontes de energia renováveis, como energia solar e eólica;
  2. otimização do uso da iluminação natural;
  3. utilização de equipamentos e dispositivos de aquecimento ou refrigeração com eficiência energética maximizada;
  • gestão do uso de água
  1. utilização de dispositivos para economia de água (como, por exemplo, torneiras e válvulas redutoras de consumo em banheiros, lavabos, chuveiros e descargas);
  2. inspeção periódica para identificação de vazamentos;
  3. programa específico, como troca não diária de roupa de cama e toalhas;
  4. captação e armazenamento de águas pluviais;
  • interações com as populações tradicionais
  1. informar aos clientes sobre as peculiaridades para relacionar-se com as populações tradicionais;
  2. retribuir ou compensar as populações tradicionais pelos benefícios auferidos pelo uso de recursos, tradições ou conhecimento das populações tradicionais;
  3. apoiar ações para melhoria das condições de vida das populações tradicionais, segundo as prioridades definidas por elas;
  4. promover o respeito à cultura e à privacidade das populações tradicionais, evitando a violação da intimidade, a destruição de sítios arqueológicos ou históricos, o desrespeito a rituais e locais considerados sagrados ou pela imposição de festas e rituais fora do calendário tradicional;
  • informações a serem fornecidas aos clientes
  1. informações históricas, culturais e ecológicas locais básicas sobre ações de proteção ambiental desenvolvidas na região;
  2. informações sobre as várias áreas naturais protegidas e outros atrativos naturais de interesse na região;
  3. informações sobre o consumo de produtos locais, inclusive enfatizando a culinária da região;
  4. medidas e procedimentos de proteção e segurança para os clientes;
  5. informação sobre como se comportar nas comunidades locais e sobre as responsabilidades a serem os lugares visitados;

Quando se observa esta lista de exemplos de práticas de sustentabilidade, pode-se pensar: Preciso implementar todas as práticas, para o meu negócio ser mais sustentável? Quais destas seriam mais adequadas ao seu negócio? Quais são os resultados práticos que serão obtidos?

Como as práticas de sustentabilidade também implicam em investimentos no negócio é importante que se avalie os resultados esperados, para ver se compensa a sua implementação ou manutenção. Existem práticas de sustentabilidade que necessitam de pouco investimento e outras que necessitam de recursos significativos. Assim, sempre é saudável escolher as práticas que estejam dentro da viabilidade do negócio e, que irão produzir os resultados desejados.

Com relação aos resultados desejados, o ideal é se estabelecer objetivos concretos e mensuráveis para cada um dos aspectos da sustentabilidade, como por exemplo: reduzir em 5 % o consumo de água no Hotel. Assim, ficará mais fácil acompanhar os resultados e avaliar se a viabilidade das práticas implementadas.

Dentro desta lógica, pode-se medir a situação atual (por exemplo: o consumo de água atual), selecionar e implementar práticas da redução do consumo de água e, por fim, medir a nova situação de consumo, para então avaliar se o objetivo foi cumprido.

Assim, recomenda-se estabelecer claramente objetivos de sustentabilidade e uma forma de avaliar os resultados obtidos, como o uso de indicadores, por exemplo: litros de água/hospede/noite.

Por fim, adotar e implementar práticas de sustentabilidade é sempre importante, assim como, gerenciar um negócio buscando ser cada vez mais sustentável. Mas para se ter certeza que o negócio está de fato sendo mais sustentável, será preciso avaliar se existem resultados concretos na minimização dos impactos negativos ou no aumento dos impactos positivos da sustentabilidade. Para saber mais, veja: O que é um Hotel sustentável?